Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A vida e outros acasos

A vida é uma coisa. O amor é outra. (Miguel Esteves Cardoso)

A vida e outros acasos

A vida é uma coisa. O amor é outra. (Miguel Esteves Cardoso)

Diário das Festas 2016 ou como acabar o ano em beleza (só que não)

Diário das Festas 2016 ou como acabar o ano em be

 

24 de Dezembro: Passar a tarde toda a cozinhar. Jantar pouco porque com tanto cozinhado e dores nas costas a vontade de comer não é nenhuma. Ficar com uma bancada cheia de loiça para lavar porque a máquina decidiu avariar há tempos e o técnico ainda não sabe se arranja a peça necessária.

 

25 de Dezembro: Passar a manhã a arrumar a casa. Pés gelados durante horas no almoço de família. A garganta começa a arranhar. Ainda bem que amanhã não trabalho.

 

26 de Dezembro: Loiça e mais loiça. A garganta está pior e começam as dores no corpo e na cabeça. O termómetro confirma a suspeita: febre. Oficialmente com gripe.

 

27 de Dezembro: Acordar cheia de arrepios. Febre. Avisar que não vou trabalhar. Passar o dia alternando entre prostrada com febre, encharcada em suor e arrastando-me para fazer as coisas básicas, como ir à casa de banho ou fazer um chá para tomar os medicamentos.

 

28 de Dezembro: Repetição do dia 27, com uma ou outra nuance. Ainda sem apetite (yay!!! vou compensar as calorias ingeridas a mais no Natal). Cama de manhã e sofá à tarde, bocadinhos de filmes no intervalo dos sonos tipo pedra provocados pela febre. A garganta piora e a tosse também.

 

29 de Dezembro: Noite sem febre mas quase sem dormir por causa da tosse, das dores de cabeça e da garganta que parece retalhada por vidros. Continuar em casa, e ainda em modo zombie. A febre desapareceu definitivamente, depois de cumpridas as 48 horas da praxe. O milagroso chá de perpétuas roxas salva-me mais uma vez a vida ao acalmar as dores de garganta. A tosse não desiste. Amanhã há que ir trabalhar.

 

30 de Dezembro: Frio. Sair de casa enrolada em roupa, tipo cruzamento entre uma cebola e um chouriço. Tossir quase ininterruptamente durante todo o tempo em que estou no escritório. À noite, espirros e comichões no nariz juntam-se à tosse. Fixe! Depois de uma gripe, uma constipação.

 

Madrugada de 31 de Dezembro: Outra noite mal dormida. Olheiras até ao queixo cor cinza-pêlo-de-rato. Tosse. Mais espirros. Mais comichões no nariz. Mais tosse. Garganta novamente a doer.

 

Previsão para a passagem de ano: Ter de cancelar o jantar com amigos e passar o ano no sofá com o nariz enfiado no lenço de assoar.

 

Resolução (utópica) para 2017: Não sair de casa enquanto não acabar o Inverno.

 

(Maus fins, bons princípios, dizem. A ser verdade, 2017 vai ser um ano fantástico.)

 

E Feliz Ano Novo para todos!

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D