Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A vida e outros acasos

A vida é uma coisa. O amor é outra. (Miguel Esteves Cardoso)

A vida e outros acasos

A vida é uma coisa. O amor é outra. (Miguel Esteves Cardoso)

Diário das Festas 2016 ou como acabar o ano em beleza (só que não)

Diário das Festas 2016 ou como acabar o ano em be

 

24 de Dezembro: Passar a tarde toda a cozinhar. Jantar pouco porque com tanto cozinhado e dores nas costas a vontade de comer não é nenhuma. Ficar com uma bancada cheia de loiça para lavar porque a máquina decidiu avariar há tempos e o técnico ainda não sabe se arranja a peça necessária.

 

25 de Dezembro: Passar a manhã a arrumar a casa. Pés gelados durante horas no almoço de família. A garganta começa a arranhar. Ainda bem que amanhã não trabalho.

 

26 de Dezembro: Loiça e mais loiça. A garganta está pior e começam as dores no corpo e na cabeça. O termómetro confirma a suspeita: febre. Oficialmente com gripe.

 

27 de Dezembro: Acordar cheia de arrepios. Febre. Avisar que não vou trabalhar. Passar o dia alternando entre prostrada com febre, encharcada em suor e arrastando-me para fazer as coisas básicas, como ir à casa de banho ou fazer um chá para tomar os medicamentos.

 

28 de Dezembro: Repetição do dia 27, com uma ou outra nuance. Ainda sem apetite (yay!!! vou compensar as calorias ingeridas a mais no Natal). Cama de manhã e sofá à tarde, bocadinhos de filmes no intervalo dos sonos tipo pedra provocados pela febre. A garganta piora e a tosse também.

 

29 de Dezembro: Noite sem febre mas quase sem dormir por causa da tosse, das dores de cabeça e da garganta que parece retalhada por vidros. Continuar em casa, e ainda em modo zombie. A febre desapareceu definitivamente, depois de cumpridas as 48 horas da praxe. O milagroso chá de perpétuas roxas salva-me mais uma vez a vida ao acalmar as dores de garganta. A tosse não desiste. Amanhã há que ir trabalhar.

 

30 de Dezembro: Frio. Sair de casa enrolada em roupa, tipo cruzamento entre uma cebola e um chouriço. Tossir quase ininterruptamente durante todo o tempo em que estou no escritório. À noite, espirros e comichões no nariz juntam-se à tosse. Fixe! Depois de uma gripe, uma constipação.

 

Madrugada de 31 de Dezembro: Outra noite mal dormida. Olheiras até ao queixo cor cinza-pêlo-de-rato. Tosse. Mais espirros. Mais comichões no nariz. Mais tosse. Garganta novamente a doer.

 

Previsão para a passagem de ano: Ter de cancelar o jantar com amigos e passar o ano no sofá com o nariz enfiado no lenço de assoar.

 

Resolução (utópica) para 2017: Não sair de casa enquanto não acabar o Inverno.

 

(Maus fins, bons princípios, dizem. A ser verdade, 2017 vai ser um ano fantástico.)

 

E Feliz Ano Novo para todos!

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Instagram